Para a segurança e saúde de funcionários durante a pandemia, várias empresas resolveram aderir ao modo de trabalho remoto. Isso pegou muita gente de surpresa, que precisou improvisar para adaptar sua casa ao home office.

É importante notar que esse modo de trabalho tem se mostrado mais prático em vários aspectos: poupa horas de deslocamento e reduz custos. Por isso, tem a tendência de se tornar o “novo normal”, com expectativa que crescer até 30% após a pandemia. Hoje trazemos várias dicas que vão ajudar você a se organizar melhor em casa, mantendo uma rotina de trabalho mais saudável.

1. Mesa de trabalho

A sua mesa de trabalho é o palco principal do dia a dia. É importante que ela esteja em um lugar de fácil acesso e, de preferência, que dê vista para o cômodo ou para janela. Mesa voltada para parede só em último caso. E, se assim for, tente colocar cartazes ou quadrinhos para decorar e deixar a parede mais alegre.

Tente ter sua mesa em um ambiente silencioso e com baixa circulação de pessoas. Sabemos que nem sempre é possível, mas neste momento é importante conversar com a sua família para que eles entendam que, mesmo estando em casa, você está trabalhando. 

E evite ao máximo trabalhar no sofá ou na cama. Além de trazer dores ao corpo pela má postura por longos períodos, essa atitude comunica ao seu corpo que é hora de relaxar, não de trabalhar.

2. Ergonomia de cadeira e mesa

Esse é um item extremamente importante para que você se sinta confortável trabalhando em casa. Um ambiente ergonômico é aquele adaptado ao seu corpo, onde você está sentado de forma correta. Prefira cadeiras com o encosto mais alto para que suas costas fiquem completamente acomodadas. 

Preste bem atenção aos seus ombros quando você estiver com os braços sobre a mesa: eles não podem estar “para cima”, ou seja, tensionados. Você pode colocar almofadas na cadeira para subir um pouco sua posição. Para pessoas de estatura mais baixa, é legal também ter uma caixa para apoiar os pés. 

3. Trabalhando no notebook

Um item de extrema importância é a posição da tela do computador. Você não deve ficar curvado para conseguir visualizá-la. Caso use notebook, é interessante ter um suporte para que a tela fique mais elevada e, caso não haja um suporte, use livros ou uma caixa. 

Nesse formato, tenha um mouse e teclado externos para não precisar se apoiar no notebook. O mesmo vale para telas de computador de mesa: coloque apoios abaixo do monitor para deixá-lo em sua linha de visão, evitando curvar o pescoço ou as costas.

4. Iluminação agradável

Apesar da tela do computador possuir luz própria, é imprescindível que você trabalhe em um ambiente bem iluminado, seja por luz natural ou da própria casa. Assim o seu cérebro entende que é dia, que está claro e precisa estar bem acordado para realizar as tarefas.

Cuide apenas para não sentar de costas para janelas, o que pode causar reflexos em seu monitor e atrapalhar a visualização. Atente-se também para a posição do sol durante o dia, para que ele não incida sobre você por muito tempo e ofusque sua visão.

5. Começo e fim do dia

Essa dica tem mais a ver com seu estado psicológico do que com o ambiente de trabalho, mas é igualmente essencial. É importante criar pequenos “rituais” para iniciar ou para finalizar o trabalho, mostrando ao seu cérebro que “agora vamos trabalhar” ou “agora é hora de descansar”.

Se você consegue estar em um cômodo separado onde fecha a porta, ótimo. Ao terminar seu turno, deixe a porta sempre fechada. Mas se não for esse o caso, você pode inventar seus próprios rituais, como trocar de roupa pela manhã, tomar um banho, ouvir uma música ou ver um vídeo antes de trabalhar.

E, ao final do expediente, pode ter atitudes como desligar seu computador, sair do WhatsApp, tomar um café, sair para caminhar, colocar o pijama, enfim, crie um momento de relaxamento para seu corpo entender que acabou o dia de trabalho.