Financiar um imóvel é a oportunidade de muitas famílias conquistarem a casa própria. No entanto, esse comprometimento exige estar atento em todos os detalhes, como não comprometer o orçamento familiar, qual banco escolher, analisar quanto tempo levará até a aprovação do crédito, e outros pontos que estão entre as 5 dicas para financiar o seu novo imóvel

Antes de pular paras dicas, você sabe como funciona um financiamento imobiliário? Acontece da seguinte forma: se uma pessoa decide comprar uma casa ou apartamento e não tem o dinheiro total para realizar o pagamento a vista, essa quantia pode ser negociada com um banco, que, através de um empréstimo, completa o valor para o dono do imóvel. Após o financiamento realizado, o comprador continua pagando o valor negociado para banco, seguindo o que foi acordado na quantidade de parcelas, juros e correções. 

O financiamento pode ser chance incrível de conquistar o primeiro imóvel ou te colocar em uma fria. Por isso, antes de fechar o negócio, conte com o auxílio de um corretor, estude bem o contrato e siga as 5 dicas para financiar seu novo imóvel.

Não comprometa mais que 30% do seu rendimento para financiar

Antes de começar a procurar imóveis e cotar com bancos, o primeiro passo é ter em mente o seu planejamento financeiro. Contabilize o rendimento mensal da família e saiba quanto desse valor pode ser guardado mensalmente para o financiamento. A recomendação mais popular de quem entende desse mercado e não poderia faltar nas 5 dicas para financiar seu novo imóvel é “não comprometa mais que 30% do seu rendimento”. É normal nesse momento o coração falar mais alto que a razão, mas não esqueça de manter os pés no chão e fazer todo o processo com muita cautela, com organização e atenção o seu financiamento será positivo e você poderá curtir o novo lar sem nenhum estresse. Quando for fazer as contas, não esqueça de levar em consideração que imóveis na planta exigem ainda o gasto da moradia atual. 

Nem sempre o seu banco é a melhor opção para financiar

Após saber quanto exatamente poderá investir por mês, chegou a hora de estudar qual banco oferece as melhores condições para o seu negócio. Normalmente a simulação mais vantajosa e flexível é aquela do banco que já possui conta, afinal, a instituição já tem o seu cadastro e cuida da sua movimentação financeira há algum tempo, facilitando também no processo de aprovação de crédito. Mas, não leve isso como regra, não é incomum outros bancos oferecerem uma proposta mais favorável, e não custa dar uma olhadinha, né? 

Ter os documentos em mãos agiliza o processo

Sabemos que a ansiedade toma conta na hora de fechar a compra de um imóvel. No caso do financiamento, prestar atenção na documentação necessária e ter ela bem certinha em mãos é um grande passo para o processo não atrasar. Mesmo que cada banco tenha a sua lista própria de exigências, entre os principais documentos que você vai precisar estão RG original e cópia, CPF original e cópia, Carteira de Trabalho, declaração do Imposto de Renda recibo de entrega à Receita Federal, Cadastro Positivo do Serasa e comprovantes como residência, estado civil e de renda. Você vai ver ainda nas 5 dicas para financiar seu novo imóvel, mas para organizar esses documentos sem faltar nada e com nenhum erro, o corretor imobiliário  é um ótimo aliado. 

Quanto tempo pode levar a negociação?

O tempo de negociação do financiamento é bem variável, pode levar 15 dias, em torno de 30 a 45 dias ou até três meses para uma resposta definitiva. Tudo vai depender de vários fatores: se você já tem em mãos todos os documentos necessários, se o financiamento será no banco que já possui conta ou em outra agência, se já simulou a quantia que poderá investir ou não.

Para que o seu processo não sofra nenhum atraso, não hesite em contar com o auxílio de um corretor, esse profissional estará presente do momento inicial da compra até o pós-venda. No primeiro contato, ele terá função de orientar o cliente a realizar o melhor negócio, fugindo das “pegadinhas” dos bancos”, depois deve acompanhar o financiamento, verificar os documentos e até ajudar a tirar nos cartórios as certidões e documentos necessários. 

Sua idade pode influenciar no processo

Uma questão que poucas pessoas sabem é que, segundo a lei, a idade limite para pagamento da última parcela do financiamento imobiliário é de 80 anos e seis meses.

Além da redução de prazo, é importante saber também que, quanto maior a idade, a maioria dos bancos aumentam a taxa do seguro contra morte e invalidez do mutuário que quita o saldo devedor. Se for o seu caso, procure um banco que não reajuste o seguro ao longo do contrato ou estude colocar o financiamento no nome de outro familiar. 

Com estas informações, certamente não restarão dúvidas para você financiar seu novo imóvel. Acesse o site da Criar Empreendimentos e confira as opções que estão sendo construídas por aqui. Sempre tem um imóvel adequado para o seu bolso, nas condições ideais e para atender o seu gosto.